HISTÓRICO

A Faculdade Instituto Superior de Educação do Paraná - FAINSEP - foi credenciada para oferecer Educação a Distância em todo o Estado do Paraná. O credenciamento foi feito pela União (Governo Federal), pela Portaria do MEC n° 2694, de 02/09/2004, publicada no Diário Oficial da União, em 03/09/2004, seção 1, p. 20, com 700 vagas anuais.

As aulas na FAINSEP tiveram início com sua primeira turma do curso Normal Superior, em 22/10/2004.

O curso inicialmente autorizado pelo MEC foi o de Normal Superior, Licenciatura para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Pela Portaria n° 590, de 06/09/2006, o curso Normal Superior foi transformado em Pedagogia.

O Plano Nacional de Educação - 
PNE, Lei n° 10.172/2 001, determinava que para “os cursos regulares, que deem direito a certificados e diplomas, a regulamentação e o controle de qualidade por parte do poder público são indispensáveis e devem ser rigorosos” (item 6.2 do PNE 2001-2010).  A FAINSEP passou por isso e foi aprovada.

Em 2016, além dos Polos já credenciados (Foz do Iguaçu e Almirante Tamandaré), a FAINSEP teve mais dois polos credenciados pelo MEC, sendo um em Paiçandu e outro em Londrina, pela Portaria do MEC nº 112/2016.

Ainda em 2016, pela Portaria do MEC nº 109/2016, obteve autorização para mais quatro novos cursos, além de Pedagogia:
>> Curso Superior de Tecnologia em Secretariado;
>> Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos;
>> Curso de Licenciatura em Sociologia; e
>> Curso de Licenciatura em Formação Pedagógica.


O PORQUÊ DA FAINSEP

Para cumprir as suas finalidades, de forma estratégica, o IEC (Instituto para o Desenvolvimento da Educação e da Cidadania), mantenedor da FAINSEP, decidiu elaborar o projeto inovador e ousado de criar uma faculdade para trabalhar com Educação a Ddistância, a Faculdade Instituto Superior de Educação do Paraná, que tem como sigla FAINSEP. Após análise do projeto por uma comissão do MEC e pelos seus diversos órgãos, o projeto foi aprovado pelo Conselho Nacional de Educação - CNE, em 05/08/04, com 700 vagas anuais.


POLÍTICAS DE EXPANSÃO DO GOVERNO

O governo Federal tem, entre suas políticas, expandir o número de vagas para que 30% dos jovens de 18 a 24 anos possam ingressar em curso superior. Atualmente, apenas 14,4% dos jovens nessa faixa etária estão no ensino superior. Mas com que recursos? Com que professores?


RAZÕES SOCIAIS PARA A FAINSEP

A expansão do ensino superior veio para atender à demanda, pois o ensino médio libera um número cada vez maior de jovens que buscam o seu espaço na graduação, e são centenas de milhares de jovens que correm atrás do sonho de uma formação superior.

Um dado para ilustrar: no Sul, região desenvolvida, em 2011 só 22,1% da população entre 18 e 24 anos estavam matriculados na educação superior. A expansão do ensino, conforme políticas do MEC, precisa de coerência em dois aspectos: ter um projeto de crescimento ligado ao desenvolvimento e às necessidades da região; e primar pela qualidade na manutenção do nível de ensino.

A FAINSEP pretende oferecer condições e oportunidade para que o máximo de pessoas tenha acesso à educação de qualidade, especialmente à superior. Para que todos juntos, estudantes, professores e comunidade, possam acabar com a miopia, a cegueira, a escuridão e, correlacionado a isso, grande parte dos problemas da violência, da saúde e da miséria, consequência do analfabetismo e da ignorância. O conhecimento tornou-se um potencial-chave de investimento em todas as esferas da atividade humana. A ideia de conhecimento resume-se, melhor que qualquer outra coisa, às exigências implícitas na educação, na ciência e na cultura.

Conhecimento é, hoje, o maior capital de qualquer organização e país. Educar é um processo de formação da competência humana histórica. O conhecimento é um processo de elaboração e de construção próprias. N
ão é possível delegar a outros a tarefa de pensar por conta própria. Sujeitos dependentes não constituem cidadãos, nem propiciam infraestrutura adequada para uma sociedade de estilo democrático. Por isso, as aulas convencionais ou não, deveriam deixar de insistir em ser obstáculo ao pensamento. "Um homem meramente bem-informado é o maçante mais inútil na face da terra" (WHITEHEAD).


A MODALIDADE DE EAD DA FAINSEP

A modalidade de EAD oferecida pela FAINSEP é semipresencial: com encontros presenciais uma ou duas vezes por semana para quem quiser participar, puder ou precisar. A frequência não é obrigatória, conforme prevê o Art. 47, §3° da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional). Nos encontros presenciais, são realizadas atividades para esclarecimento de dúvidas surgidas nos estudos domiciliares e trabalhos em equipe. O estudante receberá orientações para elaboração de projetos, pesquisas bibliográficas e na Internet, elaboração de relatórios, visualização de vídeos, dentre outros. Além dos encontros presenciais, o estudante poderá solucionar suas dúvidas  pela plataforma Moodle ou por e-mail, dirigido aos professores/tutores ou também por telefone.

O material didático, ou seja, os fascículos dos módulos (disciplinas), também está disponível na Internet (plataforma Moodle) para quem preferir realizar as atividades online. Para isso, cada estudante deve entrar em contato com o técnico responsável pelo Moodle.


Voltar Página Inicial


  • Maringá / PR
  • Londrina / PR
  • Foz do Iguaçu / PR
  • Almirante Tamandaré / PR
  • Paiçandu / PR

(44) 3225-1197


(44) 3034-4488


fainsep@fainsep.edu.br
Rua dos Gerânios, nº 1893, Borba Gato, CEP: 87060-010



(43) 3027-2001

ce.londrina@fainsep.edu.br
Rua Pref. Hugo Cabral, nº 678, Centro, CEP: 86020-110



(45) 3027-3717

polo.iguacu@fainsep.edu.br
Av. República Argentina, nº 2567, Centro, CEP: 85856-000



(41) 3698-6066

polo.tamandare@fainsep.edu.br
Rua Antônio B. de Siqueira, nº 245, Centro, CEP:83501-090

(44) 3043-4083

de segunda a sexta das 17:30 as 21:30h
e aos sábados das 8:00 as 10:00h

polo.paicandu@fainsep.edu.br
Rua Joana Darc, 156 - Jardim Paulista, CEP:87.140-000